A LSB

Reinicia programa de estágio em fisioterapia da Uniso com a LSB

16427442 1231122570290040 9167257857886852635 n
06/02/2017
MATHEUS PICCININ/LSB.
Há três anos alunos da universidade aprendem na prática com os atletas sorocabanos.

Tem início hoje, segunda feira, 06/02, o programa de estágio em fisioterapia esportiva, realizado pela Uniso em parceria com a Liga Sorocabana de Basquete. Orientados pelo Dr. Prof. Mateus Rossi, os alunos da Universidade de Sorocaba acompanham ao longo do semestre a equipe que representa Sorocaba no NBB.

O supervisor do estágio, que é fisioterapeuta da Liga Sorocabana e doutor professor de fisioterapia na Uniso, comenta os benefícios do programa na formação dos profissionais: “a experiência com a Liga Sorocabana agrega muito em pesquisa e conhecimento, tanto que já tivemos um artigo internacional publicado por um aluno nosso, em trabalho com a LSB”.

Os alunos que sentem intimidade com a área do esporte comemoram o programa, como é o caso da Flavia Blaseck: “O esporte proporciona uma experiência muito rica, pois você não enxerga o paciente como apenas um paciente, mas também como um atleta. Temos que recuperá-los não apenas como pacientes, mas como profissionais, para que eles voltem ao trabalho. Nós já aprendemos a técnica, o diferencial do estágio é que ele proporciona aprender a aplicar essa técnica”.

A importância do estágio também é ressaltada por Camilo Oliveira, outro aluno com afinidade com a área do esporte: “O estágio é um divisor de águas, tanto para consolidar o que você já estudou, quanto para absorver coisas novas, que só a vivência prática te proporciona”.

Apesar da parceria oficial entre Liga Sorocabana de Basquete e Uniso ter sido firmada em novembro de 2016, o programa está entrando em seu terceiro ano de existência. Durante os anos, muitos frutos foram resultado dessa parceria, como, por exemplo, o artigo internacional mencionado pelo Dr. Prof. Mateus Rossi. Publicado no MTPR Rehab Journal, a obra, que é uma análise da relação entre desigualdade de membros inferiores funcional ou estrutural (conhecida como "perna curta"), e a incidência de lesões em jogadores de basquete, foi produzida pelo aluno da Uniso Lucas Villalta Santos, que acompanhou a equipe sorocabana por um ano.

Matheus Antonelli Piccinin - Assessoria de Imprensa LSB/Uniso